O mundo está cada mais digital. E quando o assunto são negócios, é preciso levar tanto os produtos quanto o atendimento para um patamar acima. Empresas que investem em tecnologias na área de comunicação têm um feedback mais satisfatório dos clientes, isso é fato. É por isso que muitas estão abandonando serviços mais convencionais, com funcionalidades mais básicas, para migrar para formatos mais atualizados, como é o caso da telefonia VoIP. 

Complexidade no atendimento de chamadas é uma questão que se tornou até comum no dia a dia de uma empresa. O problema maior é quando essas falhas persistem e acabam por comprometer o trabalho da equipe. Ligações que caem, problemas na transferência de ramais, chamadas não atendidas e sem retorno, são alguns exemplos de transtornos que podem afetar a rotina corporativa. Por outro lado, tecnologias, como a da telefonia VoIP, já oferecem recursos avançados para ajudar a estabilizar e melhorar essa conexão entre empresa e cliente. 

Mas antes de falar sobre a migração do formato de ligações analógicas para o VoIP, é necessário entender conceitos, assim como conhecer os equipamentos necessários para o uso desta tecnologia e suas funcionalidades.

Conceitos de VoIP e telefonia IP

Ao contrário do que muitos pensam, VoIP (Voice over Internet Protocol ou voz pela internet) e telefonia IP não são exatamente a mesma coisa. A tecnologia denominada VoIP é aquela que tem como objetivo transformar a voz, que até então era analógica, em informação digital. Assim, ela faz o roteamento da conversação humana usando a internet, ao transformar a voz em pacotes de dados para serem transportados pela rede online. 

Já a telefonia IP nada mais é do que a estrutura – softwares e hardwares – que dá suporte e possibilita todo o processo de VoIP. Ou seja, é tudo o que viabiliza essa transformação do analógico para o digital. 

É por isso que os conceitos acabam por se confundir. Mas, depois de saber esta diferenciação, podemos dizer que a telefonia VoIP é uma forma de entender a telefonia IP. 

Equipamentos para telefonia VoIP

Embora existam algumas coisas que você pode fazer para obter uma transição perfeita para a telefonia VoIP, é um fato que a mudança pode ser problemática para algumas empresas devido ao grande número de possibilidades que esta migração para o digital permite.

Para começar, é preciso buscar por uma boa conexão de internet, com planos que oferecam alta velocidade e pacotes de dados mais robustos. Afinal, grande parte das chamadas serão feitas desta forma. Também deve-se contar com provedores de linhas VoIP, que permitem que você faça ligações tanto para números VoIP quanto para os tradicionais. Mas além disso, ainda é necessário ter equipamentos específicos, seja para adaptar os telefones analógicos ou estruturar tudo em IP. Veja quais são:

Adaptador de Telefone Analógico (ATA)

É um equipamento que serve para transformar um telefone convencional em um telefone IP. Conecta então o mesmo aparelho que usa linhas analógicas à internet, permitindo a realização de chamadas VoIP. O ATA pode conter até duas portas para a conexão de telefones convencionais e até duas portas Ethernet para a conexão de rede.

Telefones IP

Você pode dispensar o ATA e adquirir telefones IP. Estes aparelhos conectam-se diretamente a internet para uso do VoIP – alguns, inclusive, podem transmitir dados e imagens sendo um “microcomputador”. 

Gateway de Voz

O gateway de voz tem basicamente a mesma função do ATA, mas a diferença é que possui mais portas, entre 4 e 48, permitindo que mais equipamentos sejam conectados (telefones e central analógica, por exemplo). Vale lembrar que apesar de um PABX tradicional poder ser conectado, suas funcionalidades e configurações permanecem as mesmas.

PABX IP 

Ao utilizar um PABX IP você dispensa o uso de gateways de voz para integrar os telefones da empresa, pois ele já está pronto para receber a telefonia VoIP. E, claro, conta com funcionalidades mais avançadas de central, como URA, gravações de chamadas, acesso ao bancos de dados, envio de correio de voz para o email, conferências pelo telefone, etc.

Softphone

O softphone é um software/aplicativo específico que permite realizar chamadas VoIP diretamente do computador desktop, notebook ou tablet. Ele os “transforma em telefones” para fazer ligações, transmitir dados e imagem, em chamadas pela internet. Também pode ser instalado em smartphones.

PABX virtual (ou em nuvem)

É a versão mais atualizada das centrais telefônicas para realização e organização do fluxo de chamadas VoIP.  Este modelo vai além da telefonia VoIP e chega até a telefonia em nuvem, pois tem todo seu serviço estruturado na internet, ou seja, em servidores online. Além das chamadas, todas as funcionalidades da central estão em nuvem, sendo realizadas por meio de softwares específicos. Assim, ao invés de a central ser física, como o PABX IP, é virtual, facilitando questões de instalação, integração, configuração, incorporação e uso de funcionalidades.

Telefonia inteligente como opção

Agora que você chegou até aqui, percebeu que são muitas possibilidades de equipamentos e formas de estruturar a telefonia VoIP da sua empresa. Isso que nem entramos em detalhes sobre a utilização de servidores locais ou externos quando a questão é a mudança para uma central virtual. 

Portanto, é preciso avaliar suas demandas, a possibilidade de investimentos e todas as vantagens e desvantagens de cada modelo, para que, de fato, sua empresa usufrua dos benefícios do VoIP.

Uma possibilidade é fazer esta migração sob demanda, ou seja, atendendo as necessidades de cada negócio. Isto é possível com um sistema de telefonia inteligente, descentralizado e em multicamadas, como o SNEP 7 da Opens Tecnologia. Esta plataforma integrada aproveita as vantagens do sistema físico e do online e tem serviços sob medida para o que a empresa precisar. Também conta com ativação rápida e personalizada.

Conheça melhor o SNEP 7 no artigo  Entenda como funciona uma central telefônica inteligente”. Se gostou do produto e quer tirar mais algumas dúvidas, fale com os especialistas da Opens.